quinta-feira, 31 de julho de 2008

enquanto

o botão de rosa, dentro de mim, faz já deslizar partes nítidas do corpo pela minha barriga, a fazer lembrar a língua a circular do lado de dentro da bochecha, desfaço-me em lágrimas porque "entreguei" para férias com o pai a minha mais-que-tudo. A perspectiva de 15 dias ausente parece-me aterradora e tenho vontade de fazer birra e não deixar que ela vá. Embora a razão me diga o contrário, e a expectativa de anos em torno de uma Rosa, dou por mim a não conseguir perceber como poderei vir a amar alguém tanto como a amo a ela. E cada vez mais. Quero guardá-la no meu colo e suponho que sofra mais com a perspectiva da "divisão do amor" do que ela própria. Tolices que passarão, a seu tempo, mas que para já me deixam derreada.
Minha mais-que-tudo, perfeita, linda, companheira. Amor da minha vida. Absoluto.

bora lá rebentar com a minha parcela

da Largura de Banda do meu alojamento...

Não é preciso muito para me fazer chorar.

foi Brandi Carlile, Story.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

prepotência

odeio e já não admito.
A síndrome do patrãozinho? Enfiem no rabinho!
Em fedelhos, má educação? A mamã que a resolva...

domingo, 27 de julho de 2008

tinha que vos dizer já

que o novo Batman, The Dark Knight, é um graaande filme.
Muito para além dos filmes do género.
Mas/E o novo Joker, Heath Ledger,
é um dos melhores papéis/desempenhos que eu já vi em cinema.
Brilhante!


sábado, 26 de julho de 2008

recuerdo


presunção

e água benta, cada um toma a que quer.
Tomei o teu último post como sendo para mim! :)
Espero que tenhas conseguido ir. Ou então, vai amanhã! O que te fôr possível!
Pés de molho!!!
:) beijinhos

o sacana

do cão também tem sempre férias à maneira!
Depois de uma prima vem a outra!
Este ano há-de ir passar uma semaninha com a prima Lê!!! O sortudo!!!...
:)

obrigada, pri!!
E já cá fazias falta! :)

ai podes?

IPhone? Ai tens? Eu também hei-de ter e há-de ser branco!.. :b

sexta-feira, 25 de julho de 2008

:)

uma guitarra que pifou e nenhuma para substituir, dois caramelos a perguntarem se alguém percebia alguma coisa de guitarras e a olharem para a dita como boi a olhar para o palácio; antes disso, faltava uma pecinha de metal que servia para fazer não sei o quê à guitarra e como tal iam tocar outra coisa que não a música que se seguia e que era importante para o set; perante as poucas pessoas que levantaram as mãos quando eles perguntaram quem tinha assistido a algum dos seus concertos em Lisboa eles assumiram que "é porque quem os viu uma vez concluíu que daquilo não passava e nunca haveria de ser melhor!"... :D

Mas os Kings of Convenience são dois rapazes noruegueses que tocam e cantam muito benzinho e cujas composições são muito agradáveis e doces.
Às vezes lembram o Simon e o Garfunkel, outras vezes descolam-se dessa base e partem para outra modernidade serena.

No primeiro video, já em encore, o menos crominho (o que não tem os óculos e cuja expressão corporal é igual à do video do youtube que vos pedi para ver) voltou sózinho ao palco para cantar o Corcovado, em português. Foi a surpresa geral e muito simpático. Até que veio o outro e continuou a melodia em Inglês, numa letra de improviso, descrevendo a viagem do Porto para Lisboa, de comboio, que os deixou enjoados e surpreendidos com a velocidade de "22 Kms/h"... teve graça porque tudo foi feito com aquele mesmo ar cool e low profile que os dois tão bem cultivam. É também por isso que tudo o que aconteceu em palco não fez senão acentuar o lado blasé e despreocupado que eles sabem gerir tão bem!

video

No segundo, um bocadinho de uma música mais querida do público.

video

No terceiro, um bocadinho de outra música mais ao estilo da dupla Simon&Garfunkel.

video

Em resumo, muito agradável e particularmente engraçado.
Vale a pena pesquisar no youtube, por exemplo os videos deles a tocarem na praia de Ipanema, para além dos "telediscos"...

agora

por favor vejam isto para perceberem o que se segue ( o que se segue seguirá dentro de momentos, logo que consiga!)... (que texto mais cheio de "esses"! :D)



e, já agora, isto:



- o primeiro ajuda em muito à percepção do que foi o espectáculo de ontem, que aqui tentarei descrever! :)
- o segundo ajuda a conhecer um bocadinho melhor os meninos noruegueses.

ps - só uma curiosidade: o mais moderninho, sem óculos, é o namorado da Feist.

fiquei a dever

qualquer coisinha mais sobre a Madeleine Peyroux e o concerto da semana passada.

Depois de a ter visto, sózinha (eu) no CCB em 2006, levei o meu amor a ver e ouvir ao vivo aquela que, das gajas, eu prefiro!

A melhor forma de pôr a coisa é:

Gosto de muita música, gosto de muita coisa e gosto muito de muitas, mas ela e a música dela soam-me a casa e fazem-me sentir em casa, onde quer que isso seja!

Compreendem?

Fica aqui um pequeno nada, que não consegui grande coisa com o telefone (também porque resolvi deixá-lo na mala e curtir a coisa!).

video

uma coisa muito importante,

só enquanto tenho que ir ali e já venho!

Senhoras e Senhores, a Feist na Rua Sésamo:

(ó Joana, fazes favor, carrega lá no play!)


quinta-feira, 24 de julho de 2008

está-me a cheirar

a pudim! Está, está! Tipo leite creme, mas daquele bom, da Royal! :D
'Tou feita...

ó ritinha!

Vai ao mail! :)

quarta-feira, 23 de julho de 2008

that's what friends are for

tornar o dia mais feliz.
Com coisas simples.
Cada vez amo mais as coisas simples.

:)

obrigada!

segunda-feira, 21 de julho de 2008

e ainda

a transcrição mais ou menos exacta do diálogo:

ele - (não sei quê... estou ou sou) feio...

ela - (pausa) Se fosses feio a mãe não namorava contigo!

eu - (espanto)...

ele - ah, não, mas isso é porque eu sou inteligente!...

ela - Se fosses feio a mãe não namorava contigo (repete)! A mãe só tem namorados giros!(acrescenta!)

eu - (perplexidade)... bah ah ah ah ah ah!!!!

ele - ...

ela - não é mãe?

eu - er...

ele - então isso quer dizer que são todos burros?!

eu - ah ah ah ah ah ah!!!

ela - A mãe só tem namorados giros (repete)!... é isso que quer dizer, mãe?

eu - er...bem...quer dizer... pois... vistas as coisas a esta distância... sim, talvez fossem todos um bocado burros, sim!.. ah ah ah ah ah!!!!...

nada

como ir directa ao assunto e dizer, com todas as letras, a quem não nos convém, não nos apetece ou não nos interessa, isso mesmo: que não queremos, não temos vontade, nem saudades, não queremos telefonemas nem cafés, não queremos ofertas nem perguntas.

Depois é esperar pela reacção para ter a certeza de que fizemos bem. E ainda, como bónus, aprender que (por muito que pareça uma redundância) quem não tem noção de si próprio dificilmente fará uma correcta leitura dos outros ou das situações!

tant pis, laisse tomber
...

cagar laranja*

* desculpem o título os mais púdicos.

Descasquei 4,5 kg de cenouras no outro dia.
Para sumo (e depois descobri que a máquina estava avariada, pelo que enfiei uma parte no copo de batidos e experimentámos a "papa líquida" ou "sumo muito espesso"...),
para o doce da neftos (delicioso),
para bolo (improvisado e também delicioso)
e ainda para sopa e legumes cozidos com peixe...

resultado: ou apanhamos um grande bronze, mesmo sem sol, ou desatamos a cagar laranja...

ps - e os olhos ficam, seguramente, mais bonitos... :)

temos um manjerico

que, mais um pouco, muda o nome ao blog antes da Rosa!

Toda a vida me escaparam poucas plantas dos descuidados intensivos a que as submeto. E com a Ytchi cá em casa as probabilidades sofrem um rombo substancial.
Também tenho de anos (34) a experiência de ver murchar os manjericos logo depois dos santos populares. Como uma fatalidade inquestionável...

Pois o deste ano, que nos vendeu um escuteiro num semáforo, não só continua vivo como, suspeito, se prepara para se transformar num arbusto... Está enooooorme!!! Parece uma farta cabeleira afro... o cravo e a quadra foram engolidos pela folhagem e há muito se perderam lá pelo meio...

...como se não bastasse, hoje deu flores! Duas, minúsculas mas viçosas, e mais um botão!

É que, com isto, ganhou lugar nas férias connosco!... Vai viajar, de carro, para onde formos... não há como evitar...

É o manjerico da Mariana! :)

sexta-feira, 18 de julho de 2008

terça-feira, 15 de julho de 2008

leite

condensado cozido, meia-dúzia de blogs, a miúda-que-aí-vem aos saltos e vou para a cama ler as aventuras da outra, que já chegou à Índia, depois da passagem por Itália.

sábado, 12 de julho de 2008

ZDB?

Oh mê dê!...
às vinte e trê!

olha lá...

nem assim ao longe? (olha que estava gira!...)


gira :)


e vocês vejam lá

se... qualquer coisa melhorzinha!...

:)

'tá aqui uma rica coisa,

'tá, 'tá...

sexta-feira, 11 de julho de 2008

tchiii...

tenho que ir tomar banho... :b

(hoje fizémos gazeta do trabalho, eu e a mariana!
A casa já levou a volta maior.
Falta encher com as coisinhas da miúda que há-de vir!:)

reivindicação

" A cama é de todos!"

um dia

vamos viver em Portland!
Nem que seja cá!

quarta-feira, 9 de julho de 2008

a sopa está na mesa,

o guisado na panela, a ultimar,
o pão já cheira e está quase pronto!
Nós entre o soninho e a preguiça boa...
Já cá venho mais logo, se não adormecer entretanto!.. :)

foi então que eu percebi (II)

que metade das patologias psiquiátricas que eu lhe atribuía eram apenas deficiências de carácter!

tanta coisa para dizer

e eu sem tempo!

Vou ali e já venho, não sei é quando! :)

Talvez à noitinha... (mas eu sei que houve qualquer coisa a que me referi de manhã como indo fazer à noite!...)

a nossa cama

agora tem 2,80m de largura!... :)

Na realidade são duas, mesmo encostadinhas...
Aquilo não é uma king size... é uma kingdom size!
Já a contar com toda(o)s a(o)s miúda(o)s que hão-de vir, aos sábados e domingos, pela manhã...

...e é muuuito bom! Encostadinhos para o que se quer e com espaço para eu esticar as pernas em todos os ângulos, como naquele desenho do estudo das proporções do Da Vinci!... :)
Além disso mantem os ressonares a uma distância de segurança... :D


I(we)

've been very busy!

...até parece que mudámos de casa outra vez!... :)

segunda-feira, 7 de julho de 2008

bem,

então acho que isso faz de mim... Baguera! :D


sábado, 5 de julho de 2008

veterinários

ontem tivemos uma visita surpresa que revolucionou a noite e a manhã! O João, primo direito mais novo do "amor", veio e ficou a dormir! Claro está que os miúdos se deitaram tarde e acordaram cedo (a Mariana estava em pulgas para que ele acordasse...).
Hoje, desde o pequeno-almoço, têm estado a brincar aos veterinários com o Pessoa que, claro está, adoooora!!...

O cão põe o termómetro, usa chupeta, toma remédio, deita-se "muito mal" e dá a pata para a manicure... :D Tudo com a cauda a abanar!..

(deculpem o facto de o primeiro video estar de lado...)





video

video

porque é que

está o Justin Timberlake, vestido, na MTV a cantar (celebrando os 5 anos "on air", ou lá o que é...) com três mulheres em lingerie no palco, contorcendo-se e gatinhando à la strip-tease?

"É moda", sugerem-me aqui ao lado...
"Não, não é! É até bastante antigo...", respondo...

(não estava enganada quando ao olhar para o início do programa pensei "a MTV cada vez me parece mais uma coisa de sopeiras...")

sexta-feira, 4 de julho de 2008

tenho

uma miúda tão gira a fingir que dorme no sofá!... :)

finalmente

parece que vai haver uma central solar aqui no prédio (ou lá como lhe hei-de chamar...)!
Até que enfim!
Fixe! :)

quinta-feira, 3 de julho de 2008

o dia

começou desinteressante e comigo "a espingardar para todos os lados", na voz de uma, e "rabugenta", na voz de outra, mas foi ganhando algum ritmo e emoção (em coisas simples, é certo) até acabar comigo aqui derreada...
Acho que me vou atirar para a cama, enquanto posso estender as pernas por todo o 1,40 m e enquanto a cama nova não chega, e tombar as pálpebras aos primeiros 150 caracteres da mesma página que não se vira há dias...

Amanhã a miúda balda-se à praia da escola, que eu já não posso com o pular da cama às 7:30 para cumprir o ritual... (se não podiam ir para a praia um bocadinho mais tarde... que saudaveis...).

Vou.

...

:)

mas, também,

o que não dá?..

hum, hum... pois...

dar-lhe um ar da sua graça é uma coisa, mas passar uma música inteira a ronronar como a dos separadores da fashion tv torna-se um bocado enjoativo...

Aproveitar os great hits dos outros, nomeadamente os dos Rolling Stones, para lançar a coisa e vender, então, dá-me vómitos...

definitivamente

o festival delta tejo é o festival para todas as pessoas excepto eu.

(Eu e outros tantos, está claro, mas encarando a coisa assim do ponto de vista dos universos matemáticos e da lógica...)

quarta-feira, 2 de julho de 2008

e

vale a pena ir a Paris por isto!...
ai, ai, ai, ai, ai...

isto

é lindo! :)

for creative minds...

Creatives grow better in the South West...

entre ontem e hoje

já tive tanta coisa para escrever aqui!!! Até andei (ando) para iniciar uma série de contos!!!
Mas entre o lava e efrega (e arruma e pendura e varre - que o cão anda a largar pelo) e o sono que tive que repôr de manhã (porque não dormi de noite e isto não se aguenta meses a fio sem ter que abdicar de parte de alguns dias - não que queira mas de momento não tenho escolha...) já perdi metade... que parvoíce!...

volver

quiero!




terça-feira, 1 de julho de 2008

regresso

a casa e a Lisboa.
Cheia de sal que quero tirar do corpo e do cabelo já tive que esperar pelo senhor da companhia do gás para vir dar umas porradas no contador porque o esquentador não funcionava e aparentemente não tínhamos gás em casa...

De Tróia, ontem: a conclusão de que estou a ficar com aversão a gente.
De Tróia, hoje: é ali o meu sítio.

foi então que eu percebi*,

por carregar no play deste post da Mónica Marques, que a gracinha singela com que a Joss Stone desfilou no Rock In Rio, a que até eu - que não sou gajo/babão - fui sensível (vestidinho baby-doll, perninha laroca de fora, descalça, cabelo solto ao vento...) e achei genuína (pensei que a rapariga tinha passado o dia na praia - ah, Portugal! - e estendera a descontração ao concerto ao ar livre em Lisboa...), afinal faz parte de uma estratégia predatória à líbido masculina... tão pornográfica como a Maryah Carrey mas muito mais subtil. A associação a outra indústria - a discográfica - é a mesma de sempre, perniciosa...

Mas, claro, surte efeito...à data do concerto em Lisboa, numa mesa reunidos tios e sobrinhos, todos morderam o isco e salivaram, com a piadinha brejeira e a boçalidade a vencer fronteiras de geração, carácter e formação...

*ou não tivesse eu em tempos (estúpida adolescência em que nos julgamos tão espertinhas) sabido explorar o meu lado
Gabriela...